Site name

A responsabilidade da Igreja na eleição de Presbíteros e Diáconos

Em setembro, com a graça de Deus, os membros da IVN estarão reunidos em assembleia geral para a eleição de presbíteros e diáconos. Este tempo de preparação para a eleição, é de fundamental importância para que a obra de Deus seja realizada no poder do Espírito Santo. As orientações estão sendo feitas com muito amor. Esta reunião da igreja para eleger seus presbíteros e diáconos é de uma imensa responsabilidade diante de Deus. É preciso, antes de tudo, conscientizar que tudo precisa ser feito para a glória de Deus. Tomando como exemplo aquele momento quando Paulo se despediu dos presbíteros da igreja em Éfeso, vemos, na própria exortação apostólica, que se uma igreja escolhe e elege mal os seus oficiais, ela mesma será prejudicada espiritualmente. “Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles” Atos 20.29-30.

A Bíblia nos ensina que, desde o período apostólico, quando as primeiras igrejas foram organizadas, o método de escolher os seus obreiros por meio de eleições foi estabelecido pelos apóstolos. “E, promovendo-lhes, em cada igreja, a eleição de presbíteros, depois de orar com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido” (Atos 14.23). “Por esta causa, te deixei em Creta, para que pusesses em ordem as cousas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi” (Tito 1.5). É preciso estar cheio do Espírito Santo para escolher homens cheios do poder do Espírito Santo para a realização deste sagrado ministério:

1. A RESPONSABILIDADE É DE TODOS

Os apóstolos designavam os critérios, mas quem tinha a responsabilidade de escolher era a congregação. Trata-se de uma imensa responsabilidade espiritual.

2. A RESPONSABILIDADE ENVOLVE ORAÇÃO E JEJUM

A igreja precisa se dedicar ao jejum e à oração antes de escolher os seus obreiros. Veja o exemplo: Jesus mandou (Mt 9.37-38) e os discípulos obedeceram (At 1.24-25).

3. A RESPONSABILIDADE TEM CRITÉRIOS ESPIRITUAIS

A igreja somente deve votar nos que se enquadram nos critérios espirituais estabelecidos pela Palavra de Deus. 1Tm 3.1-13 e Tt 1.5-9. Somente aqueles que são chamados por Deus, podem ser de fato instrumentos afinados na obra do Senhor. Deus direciona os que se deixam ser direcionados.

4. A RESPONSABILIDADE TEM CONTINUIDADE

A expressão eleição de presbíteros/diáconos indica que Deus não quer que uma pessoa faça tudo sozinha (At 20.28). É preciso compartilhar as tarefas, dons, talentos e ministérios.

Assim sendo, a Igreja precisa encarar com muita responsabilidade a eleição de oficiais. O progresso da igreja depende de pessoas escolhidas por Deus, confirmadas pelo Espírito Santo, através de uma escolha da qual todos possam dizer: “Pareceu bem ao Espírito Santo e a nós”. Oremos para que nesta reunião toda vontade de Deus seja confirmada, aceita e realizada. Vamos orar para um tempo novo na igreja de Cristo!

Pr. Ceny Tavares