Site name

O que é o Evangelho?

O blog 9Marcas fez esta pergunta e descobriu que os cristãos que participaram apresentaram respostas muito diferentes. Uma pesquisa rápida em uma dúzia de páginas “No que cremos”, em websites de igrejas, trará uma dúzia de explicações diferentes sobre o Evangelho. Muitas dessas explicações não são bíblicas. Permita-me sugerir, por enquanto, que cumpramos a tarefa de definir os principais contornos do Evangelho cristão, não por fazermos um estudo de palavras, e sim por examinarmos o que os primeiros cristãos disseram sobre Jesus e a importância de sua vida, morte e ressurreição.

Muitos nesta geração estão confundidos sobre o Evangelho, pois, nossas tradições, capacidades de raciocínio e experiências pessoais têm nos desviado do caminho.

O propósito do escrito de Paulo em Romanos 1-4 e os pontos principais que ele aborda com respeito ao Evangelho nestes capítulos iniciais formula e responde quatro perguntas-chave: Quem nos fez e diante de quem somos responsáveis?

Qual é o nosso problema? Em outras palavras, estamos em dificuldades e por quê? Qual é a solução de Deus para esse problema? Ou melhor, o que ele fez para nos salvar de tal situação? Como eu - eu mesmo, aqui e agora - como eu sou incluído nessa salvação? O que essas boas-novas fazem para mim e não somente para outra pessoa?

Ao respondermos essas perguntas passamos a compreender a natureza de Deus, a do homem e a de Jesus. Ao compreender o Evangelho temos segurança de tudo o que Cristo realizou por nós na cruz. Ao conhecer o Evangelho, entendemos que o sacrifício de Cristo é suficiente e satisfatório para um Deus santo; ele ensina o que é e o que não é fé salvadora.

Quando verdadeiramente entendemos o que é o Evangelho, entendemos melhor o que significa ser parte do reino de Deus. Ao compreendermos melhor o que é o Evangelho, nossos olhos se abrem e entendemos o que a Bíblia diz sobre o reino de Deus.

Ficamos cientes do que a Bíblia ensina com respeito ao reino de Deus, o viver no já e ainda-não, e como os cristãos devem amar uns aos outros e ansiar pelo retorno do nosso Rei.

À medida que os cristãos entendem o que é o Evangelho, que exultem em louvor e alegria ao considerar tudo o que Cristo realizou por eles; que eles se tornem mais confiantes em compartilhar o Evangelho com os perdidos; que sirvam suas igrejas assegurando que o Evangelho pleno seja pregado, cantado, orado, ensinado, proclamado e ouvido em cada aspecto da vida de suas igrejas; que os contornos nítidos do Evangelho sejam preservados, e não sacrificados no altar de tornar o Evangelho mais palatável.

Cada geração se depara com a tarefa de preservar o Evangelho, e, em nossos dias, grande parte da nossa geração está confusa. Que nosso Senhor revele o Evangelho a cada um de nós a fim de vivermos de acordo com este Evangelho e tê-lo como um estilo de vida.

Pr. Bruno Ferreira