Moisés foi chamado por Deus para libertar o povo de Israel da escravidão egípcia. As desculpas apresentadas foram várias mas, por mais que fosse perito nas escusas, Deus não desistiu dele. O plano de Deus para cada um de nós nunca será frustrado. Há gente PHD em apresentar desculpas quando se trata da obra de Deus. Em Lucas 14:18-20, há registro de pessoas que tinham seus bons motivos para não atender o chamado para a grande ceia. Um tinha comprado um campo, o outro comprado bois e outro tinha se casado. Vejamos quais foram as desculpas de Moisés:

1 – APEQUENOU-SE – Êx 3.11 “… quem sou eu para
ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?”.

Moisés se viu pequeno demais para ser ouvido no Egito e realizar tão grande obra. Ele se viu limitado, impossibilitado, inadequado e insignificante. Quando olhamos para nós nesta perspectiva, nos encurralamos e ficamos sem força. Porém quando olhamos para Deus, crendo em seu tremendo poder, podemos seguir porque Ele nos capacita para enfrentarmos tudo, superar e cumprir cabalmente a missão de Deus.

2 – DUVIDOU – Êx. 4.1 “… mas eis que não crerão, nem acudirão à minha voz, pois dirão: O Senhor não te apareceu”.

Que feio! Ele estava mais preocupado com a reação dos outros do que com a realização de Deus em sua vida. Deus nos chama pessoalmente, internamente e nos leva a realizar a sua bendita obra ainda que seja para ser morto. “Aquele que for fiel até a morte…” O Deus que vê, chama, fala,
capacita, está conosco nos confere credibilidade, perseverança e consistência na realização e concretização da sua obra. Nada de dúvidas! Creia!

3 – LIMITOU – SE – Êx 4.10 “… Ah! Senhor! Eu nunca fui eloquente, nem outrora, nem depois que falaste a teu servo, pois sou pesado de boca e pesado de língua”.

Moisés apresentou sua limitação de língua, esquecendo-se que quem fez a boca é o mesmo que falava com ele, e podia capacitá-lo a falar aos homens. Não é por muito falar, nem por ser eloquente, mas pela palavra criativa de Deus que tudo é feito.

4 – DESVALORIZOU – SE – Êx 4.13 “Ele, porém, respondeu: Ah! Senhor! Envia aquele que hás de enviar, menos a mim”.

Para Moisés qualquer um era mais capacitado do que ele. No geral, as pessoas têm capacidade para tudo que eles desejam fazer, porém quando se
trata da obra de Deus, a conversa muda. É como o filho que a mãe pede para lavar a louça, ele diz: “Tem que ser eu? Tem que ser agora? Manda outro”. Sempre que receber uma ordem, faça como o profeta Isaías: “Eis me aqui. Envia-me a mim”.

5 – QUESTIONOU – Êx 5.22 . “Por que afliges este povo? Por que me enviaste?”.

A ousadia de Moisés neste momento foi intensamente forte. Quando a pessoa se recusa a fazer a obra de Deus, fica tão insensível que começa a
questionar Deus sobre as suas realizações. Moisés continua questionando em Êx 6.12 “… Eis que os filhos de Israel não me têm ouvido; como, pois,
me ouvirá Faraó?”. Moisés estava em crise com o chamado divino e com os resultados de sua missão. Ele não viu resultado promissor junto ao povo nem junto a Faraó. E você, que desculpas tem apresentado para fugir do trabalho de Deus? Precisamos entender que o Deus que chama, é também o mesmo que capacita. A obra de Deus não é feita na força do braço. Não realizamos a missão de Deus fiados em nossa força, sabedoria, riqueza ou fama. Fazemo-la na força do Onipotente. É Deus quem opera em nós tanto o querer como o realizar. Só Deus pode destronar os ídolos do coração do homem. Só Deus pode quebrar os grilhões que oprimem os pecadores. Só Deus pode tirar o seu povo da fornalha da aflição e conduzi-lo à terra prometida. Não dê desculpas. Apresente-se como solução. Levante-se e faça a obra de Deus, pois ele não chama os capacitados, mas capacita os chamados!

Pr. Ceny Tavares

Deixar um comentário