Desde o dia 01 de Janeiro estamos de joelhos diante do Pai. Com grupos de 10 irmãos presentes orando por ano de milagres e maravilhas do Senhor. Toda igreja está orando em casa no mesmo horário! Deus está levantando um grande exército!

“Sobre os teus muros, ó Jerusalém, pus guardas, que todo o dia e toda a noite jamais se calarão; vós, os que fareis lembrado o Senhor, não descanseis, nem deis a ele descanso até que restabeleça Jerusalém e a ponha por objeto de louvor na terra” (Is 62.6,7). Esse combustível que é a oração está sempre atual, necessário e indispensável para cada um de nós. Vamos reabastecer o nosso tanque espiritual todo dia:

DILIGENTEMENTE (Is 62.6).

Orar é permanecer vigilante como guardas que estão atentos o tempo todo. Neemias na reconstrução do muro, ordenou o povo que estivesse em oração e com as armas na mão. Orar é batalhar intensamente até derramar gotas de sangue. Ou seja, orar é muito mais do que falar, é se gastar pelo objetivo de glorificar a Deus, salvar vidas e edificar a igreja de Crsito. Estamos em guerra! A guerra da oração que exige total e completa atenção. Sejamos diligentes!

PERSEVERANTEMENTE (Is 62.6).

Quem de fato ora, permanece orando. Quem só faz “reza”, é só ladainha mesmo. Quem ora como Deus quer, está sempre animado. Jesus estava no Jardim do Getsêmani orando. Os discípulos dormiram, mas Jesus ficou firme! Só aqueles que perseveram na oração veem os grandes livramentos de Deus. Só aqueles que mantêm a chama acesa da intercessão, contemplam a plena restauração da sua vida, família, igreja e tudo mais.

CONSISTENTEMENTE (Is 62.6).

Orar é fazer como Davi no Salmo 6:3, “Ó Deus, quando virás me socorrer”. Ele conhecia as promessas de Deus. Ele se firmava nas promessas e solicitava que elas fossem cumpridas em sua vida. Não oramos buscando a satisfação de nossos caprichos, nem mesmo a consecução de nossa vontade. Oramos estribados nas promessas de Deus. Ele vela pela sua palavra em a cumprir. Nenhuma de suas promessas cai por terra. Devemos orar a palavra e nos agarrar nas promessas. Orar as promessas de Deus é ter a convicção de que nossa oração está alinhada com a vontade de Deus.

INCANSAVELMENTE (Is 62.6).

Orar é manifestar o anseio da alma por restauração, avivamento, santidade e vida cheia do Espírito Santo. Orar é manter sustentação para os braços dos que estão na frente da batalha. Arão e Ur foram divisor de águas na vida de Moisés. Eles ficaram firmes até que a vitória final fosse alcançada. É preciso vigor para prosseguir. É preciso tenacidade para não retroceder. É preciso disposição romper em fé. Jesus promete estar conosco!

Isso é tudo!

É tempo de reabastecimento. Voltemos ao primeiro amor. Voltemos ao altar da oração.

Pr. Ceny Tavares

Deixar um comentário