Site name

Impactando! Jornada de oração.

“Permanecei... Até que do alto sejais revestidos de poder” (Lucas 24:49b)

Estamos numa Jornada de Oração de 50 dias. Temos uma ordem imperativa de Deus muito clara sobre o dever de “orar sempre, nunca esmorecer”, e “orar sem cessar”. Estamos cumprindo os princípios Bíblicos. Deus é o eterno ”Eu Sou”. Em sua soberania, fez todas as coisas conforme o conselho da sua vontade, no entanto, escolheu agir em resposta às orações do seu povo. Que privilégio benditos!

1. ORAR É CONECTAR-SE COM DEUS

Orar é falar com aquele que está sentado no trono, acima dos querubins e governa o universo. A força mais poderosa da terra é oração da fé, pois a palavra de Deus diz que muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Pela oração situações humanamente irremediáveis acontecem. Ana, era estéril, orou ao Senhor e tornou-se alegre mãe de filhos. Deus derrotou o poderoso exército da Assíria em resposta às orações do rei Ezequias. Esse mesmo rei foi curado de uma enfermidade mortal, em resposta ao seu clamor e às suas lágrimas. A oração é estar sempre com as mãos abertas, recebendo as respostas que Deus tem liberado aos que oram em espírito e em verdade.

2. ORAR É TOMAR POSSE DAS PROMESSAS DE DEUS

Tiago escreveu: “Nada tendes, porque nada pedis”. Jesus ensinou: “Pedi e dar-se-vos-á, porque todo o que pede recebe”. Bênçãos são retidas quando as orações não sobem ao trono da graça. Mas, promessas são cumpridas quando o povo de Deus ergue sua voz aos céus. Existem incontáveis promessas de vida, salvação, cura, libertação, perdão, sustento, sabedoria, paz, amor, perdão... Tudo à nossa disposição. Em Deuteronômio 28:1-14, tem uma relação de bênçãos para nós. Leia, receba e viva tudo que Deus tem prometido aos que ouvem atentamente a sua voz e a obedecem.

3. ORAR É FORTALECER-SE EM DEUS

Cada novo convertido avança mais rápido e com mais vigor caminhando de joelhos. Paulo diz: “Por esta causa me ponho de joelhos diante do Pai” Efésios 3:14. Crente que anda de joelhos, não precisa de muletas, nem amuletos. Prostrar-se diante de Deus nos mantém em pé diante dos homens e de todas as circunstâncias da vida. Para pregar a Palavra e fazer a obra do Senhor com total eficácia, é preciso estar curvado em completa rendição e obediência ao Eterno.

Não há pregação poderosa sem que primeiro os joelhos se dobrem. Antes de pregar aos ouvidos é preciso ouvir a voz de Deus. O maior privilégio da oração é ter intimidade com Deus e deleitar-se nele. Nesta Jornada de Oração estamos no altar da consagração.

Pr. Ceny Tavares