Site name

Generosidade, uma Graça de graça!

Esta terrível e indesejada pandemia veio acompanhada de males que jamais poderemos mensurar: Desespero, desemprego, depressão, separações, pobreza, escassez, distanciamento social, esfriamento espiritual, doenças, mortes, achatamento nas rendas, e uma gama de situações que ainda não sabemos quão danoso e terrível será este desdobramento. Nessa conjuntura, o exercício da misericórdia é imperativo e a importância da generosidade é tremendamente urgente. Assim, aprendemos lições preciosas:

1. DOAR INCONDICIONALMENTE

Temos que ser liberais em todo tempo. A pandemia nos leva para o patamar mais elevado diante de Deus e dos homens. “A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais...”Pv 11.24a. “A alma generosa prosperará” Pv 11.25. “Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo? Se um irmão ou uma irmã estiverem carecidos de roupa e necessitados do alimento cotidiano, e qualquer dentre vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, sem, contudo, lhes dar o necessário para o corpo, qual é o proveito disso? Assim, também a fé, se não tiver obras, por si só está morta” Tg 2.14-17. “Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus? Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade” 1Jo 3.17,18. Fomos criados para abençoar com as bênçãos que recebemos do Senhor. Abrir mão para doar nos leva a construir grandes celeiros para estocar. Doar é ser semelhante a Jesus que se doou em nosso lugar para nos salvar. Doar incondicionalmente nunca em-
pobrece, mas enriquece. A matemática de Deus é diferente: Ganha-se o que dá e perde o que retém. Quem é de Jesus, traduz a fé em práticas de
amor e transforma suas palavras em ação viva. O amor é altruísta. O amor não é autocentrado, mas “outrocentrado”!

2. DOAR LIBERALMENTE

“... Ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda” Pv 11.24b. Doar liberalmente não é sinal de subtração, mas de adição e multiplicação, reter mais do que é justo é sinal evidente de subtração. Quem retém com usura o que deve repartir com generosidade, não tem lucro, mas perda. É sábio o conselho de Jim Elliot: “Não é tolo aquele que dá o que não pode reter, para ganhar o que não pode perder”. A Palavra de Deus nos diz: “Mais bem-aventurado é dar que receber” (At 20.35). Se receber é uma grande alegria, doar é uma alegria ainda maior. Quando os filhos Deus praticam boas obras, abrindo ao pobre seu coração e suas mãos, isso traz camaradagem cristã na terra e glorificação a Deus no céu.

3. DOAR SACRIFICIALMENTE

A Bíblia está repleta de exemplo de pessoas que doaram liberalmente e sacrificialmente. Em I Reis 17:8-24, uma viúva entregou tudo que tinha para sustentar o profeta. Ela experimentou o milagre da multiplicação e muito mais. As promessas do Senhor nos surpreendem com bênçãos sem medida. Em Marcos 12:41-44 Jesus encontra-se sentado ao lado do gazofilácio, observando as pessoas depositando ofertas. Quando a viúva pobre, que tinha apenas duas pequenas moedas fez a entrega, Jesus chamou os seus discípulos e mostrou o que de fato significava aquela atitude tão singular e especial da doadora. Ela não apenas ofertou, mas doou tudo que tinha, de coração generoso, liberal e sacrificial. A motivação é mais relevante do que o valor doado. Barnabé é um exemplo lindo. Ele deu parte de seus bens para acudir os necessitados em Jerusalém. Ele investiu na vida de Paulo em Jerusalém e Antioquia e na vida de João Marcos, em Chipre. O bem que praticamos, retorna outra vez para nós. A Bíblia diz: “Certos de que cada um, se fizer alguma coisa boa, receberá isso outra vez do Senhor” (Ef 6.8). Sejamos corajosos, ousados, liberais e prontos para irmos mais além quando se trata dos valores eternos. Quem abre as mãos para semear, inexoravelmente voltará com júbilo trazendo os seus feixes. Neste tempo de pandemia, temos que ajudar com mais afinco, liberalidade, amor sacrificial e alegria total. Meditemos: “Bem-aventurado o que acode ao necessitado; o Senhor o livra no dia do mal” Salmo 41:1. Deus nos criou para o louvor da sua glória. Quanto mais nos desglorificamos, mais glorificamos a Deus. Ser generoso é ser cópia de Jesus.

Pr. Ceny Tavares