Site name

Mordomia na Família Nota 10

NA FAMÍLIA NOTA 10 Mordomia é uma palavra mal interpretada, e aplicada de maneira inadequada. Tem-se usado este termo para aqueles que desfrutam de vida regalada, tranquila e descompromissada. Mordomia bíblica tem a ver com o princípio estabelecido por Deus na administração de tudo que Ele coloca à nossa disposição, para ser cuidado de maneira sábia, inteligente, comprometida e com a finalidade de ser devolvida ao seu legítimo dono. O mordomo é a pessoa incumbida de gerenciar, administrar e cuidar dons bens do Senhor. O universo pertence a Deus. “Levanto minha mão ao Senhor, o Deus altíssimo, que possui os céus e a terra” Gên. 14:22. Deus nunca entregou o direito de propriedade a ninguém. Ele não deu escritura de posse a qualquer representante da raça. Adão, Eva e os filhos eram apenas mordomos. Uma família criada para cuidar com amor, zelo e dedicação do jardim e de tudo que lá existia. “Ao Senhor pertence a terra e tudo que nela se contém, o mundo e os que nele habitam” Salmo 24:1. Deus volta para o acerto de contas.

Estudar sobre a mordomia da família é de suma importância para nós, pois, de uma forma ou de outra, nascemos numa família. Com exceção daqueles que são fruto da marginalidade, cada um vem de uma família, seja ela pobre ou rica, desconhecida ou famosa, pequena ou grande, evangélica ou não. A família é a base de nossa vivência. Nascemos e dependemos dela na maior parte da existência. Isso é plano de Deus. É tão importante cuidar da família que Paulo considera “pior que o infiel” quem não o faz.

Só há uma maneira de cuidar da mordomia da família, preservando-a da destruição espiritual e moral pelas forças do mal, que conspiram contra ela. Os pais cristãos precisam seguir o exemplo de Noé que, em meio à corrupção geral de toda a humanidade de seu tempo, soube criar e educar sua família, de tal forma que, quando Deus mandou a catástrofe global do dilúvio, eles puderam escapar, por bondade e misericórdia de Deus, na Arca (Gn 7.1). A educação cristã é o fator indispensável de defesa da família contra os ataques do inimigo de nossa alma. Josué também é outro exemplo na Bíblia de um homem que tomou posição ao lado de Deus com sua família.

Família é o melhor lugar para exemplificar e manifestar a importância desta preciosa doutrina da mordomia. Lições que aprendemos:

MORDOMIA DA PERSONALIDADE - Esse mundo é o jardim de Deus e as personalidade que nele existem são as flores nesse jardim. Personalidade é algo vivo, em constante crescimento, fruto da graça de Deus.

MORDOMIA DA INFLUÊNCIA - Recebemos influência e passamos a ser influenciadores. O que aprendemos dos nossos pais, também anunciamos para aqueles com os quais convivemos.

MORDOMIA DAS OPORTUNIDADES - Deus nos criou e nos deu oportunidades de realizar a sua obra o tempo todo, em todo lugar, para todas as pessoas. “Aproveitai as oportunidades”. Somos mordomos das oportunidades.

MORDOMIA DO TEMPO - Temos que prestar contas do tempo a Deus. Não podemos cruzar os braços, ficarmos sentados esperando o tempo passar. O tempo bem empregado é aquele que usamos em favor do próximo.

MORDOMIA DOS BENS - O cristão verdadeiro é aquele que reconhece que tudo vem do Senhor. Jó disse: “Nu saí do ventre da minha mãe, e nu voltarei” 1:21. Fomos criados do pó, somos pó e voltaremos ao pó. Tudo que temos é fruto da bondade, generosidade e graça de Deus para usufruirmos para o louvor da sua glória.

Ceny Tavares