Site name

Esqueça o Coelho! Jesus é o Cordeiro!

“No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo 1.29).

Em Gênesis 3:15, está a infalível promessa de que Jesus viria para esmagar a cabeça da serpente. Desde a eternidade, o Cordeiro de Deus, perfeito, imaculado, único substituto foi providenciado por Deus para tirar o pecado do mundo. Ele é suficiente para uma pessoa (Gn 22), para uma família (Ex 12), para uma nação (Is 53) e para o mundo inteiro (Jo 1.29). Neste mês que celebramos a Páscoa, destaco aqui lições valiosas para uma reflexão a respeito da Páscoa. Vejamos:

1. O PECADO

Desde a queda no Éden, através dos nossos primeiros pais, toda a raça humana foi infectada com as consequências danosas e desastrosas do pecado. O Salmista diz: “Eu nasci na iniquidade e em pecado me concebeu minha mãe” Salmo 51:5. Por um só homem entrou o pecado no mundo e pelo pecado a morte, porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Não há homem que não peque. O pecado atingiu todos os homens, de todas as raças, de todos os lugares, de todos os tempos. O pecado é a tragédia mais terrível que afasta o homem da doce presença de Deus. O pecado cria os piores abismos entre o homem e Deus, bem como do seu semelhante: ódios, assassinatos, raptos, prostituição, egoísmo, avareza, arrogância, ingratidão, violência, ganância, orgulho, egolatria, glutonaria, idolatria, feitiçaria, crueldade e malignidade. O pecado gera a morte. O pecado endurece o coração, cega os olhos, atrofia os ossos, emperra o caminhar, cria inimizades e separa o homem de Deus. O pecado vem no embrulho de presente, com linda aparência, mas o que tem dentro é veneno mortífero. O pecado escraviza, separa e mata. O pecado sempre levará o homem mais longe do que gostaria de ir, retê-lo-á por mais tempo do que gostaria de ficar e custará a ele um preço mais alto do que gostaria de pagar. 

2. O CORDEIRO

João Batista, o precursor do Messias, apontou para Jesus e declarou: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”. O sangue dos cordeiros não era suficiente para purificar pecados. Por isso, esses sacrifícios precisavam ser repetidos. O propósito deles, era apontar para o Cordeiro imaculado de Deus, que ofereceu a si mesmo, como o sacrifício perfeito e cabal. Jesus veio ao mundo para morrer pelos nossos pecados. Ele morreu e com seu sangue comprou para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação. Ele foi o sacerdote e o sacrifício. Ele foi o ofertante e a oferta. Ele, sendo Deus, ofereceu um sacrifício de valor infinito. Sendo homem, estava habilitado a ser o nosso substituto. Na cruz, Jesus levou os nossos pecados, pagou a nossa dívida e cumpriu, de uma vez para sempre, as demandas da lei. A justiça divina foi satisfeita. Como nosso fiador, ele morreu pelos nossos pecados e ressuscitou para a nossa justificação. Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Só nele temos perdão e redenção. Só em seu nome há salvação. Por meio dele somos reconciliados com Deus e recebemos o dom da vida eterna.

CONCLUSÃO

Temos que ler a Palavra de Deus, extraindo o que há de mais excelente e precioso para as nossas vidas. Temos que meditar nela como os crentes bereanos que receberam a palavra com toda avidez, examinavam as Escrituras todos os dias para ver se as coisas eram de fato assim” Atos 17:11. Temos que explicar e aplicar a palavra de Deus para que muitos creiam nela e recebam o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, se tornando filhos de Deus, herdeiros das promessas fiéis e verdadeiras. É tempo de celebrar o Cordeiro de Deus! É tempo de celebrar Jesus! Vamos celebrar a Páscoa cristã! Vamos abandonar a vida pagã!

Pr. Ceny Tavares