Site name

Oração - Janelas abertas para a oração

“Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa, e em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes por dia, se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer” (Daniel 6:10).

A vida de oração desenvolvida e ativada por Daniel, diariamente, o tornou um extraordinário vencedor de gigantes. Ele venceu os inimigos que o odiavam, perseguiam, maltratavam e o entregaram para ser lançado na cova dos leões. Depois que o rei Dario assinou o decreto de morte contra Daniel, porém, Deus já havia assinado o decreto de vida vitoriosa em favor dele. Como resultado de sua vida de oração permanente, persistente, regular, constante, confiante, corajosa e agradecida, quando ele foi lançado na cova dos leões, Deus estava lá e fechou a boca dos leões. Daniel teve uma noite calma, segura, tranquila, sob a proteção do Deus vivo que opera maravilhas, em resposta às orações dos seus filhos. Não há nenhum mal maior do que o poder do Deus Todo Poderoso que pode infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, segundo a sua riqueza e graça que opera eficazmente em nós.

À semelhança de Daniel, mantenhamos abertas as janelas da oração, muitas vezes ao dia. Oremos quando tudo está calmo. Oremos na hora da tempestade. Oremos quando os ventos furiosos e ondas encapeladas nos atacam cruelmente. Oremos por amigos e inimigos. Oremos com simplicidade e unção, com amor e dedicação. Oremos quando tudo está bem e também quanto os ataques do inferno se intensificam. A palavra de Deus diz: “Orai sem cessar”, “pray continually”. Em todo o tempo, em todas as circunstâncias, em todo lugar, façamos um altar ao Senhor e nos rendamos a Ele em oração. Assim, a cova dos leões se transforma num paraíso. Somos guardados em segurança. Somos livres e presenciamos a derrota dos inimigos de Deus!

Pr. Ceny Tavares